Um torpedo para a irmã

As mensagens interceptadas pela PF dão a entender que Marcelo Odebrecht tinha algum contato próximo a Dilma durante a transmissão do último debate em 2014. Após dizer a Benedicto Barbosa da Silva Junior que a presidente mentira diante de todo o Brasil sobre o Porto de Mariel, MO sugeriu que “a irmã” fosse informada do erro. Mas voltou atrás:

“Passe um torpedo para a irmã. O financiamento e as garantias são do governo de Cuba. Aliás, melhor deixar quieto, vai que ela (a irmã) mostra seu torpedo para alguém lá!”

A PF não informou a O Globo quem seria a “irmã” citada.

Faça o primeiro comentário