​Uma afronta ao Brasil na ONU

Nos corredores do Congresso, esvaziado nesta véspera de feriado, senadores da oposição não se conformam com a possibilidade de Dilma usar a tribuna da ONU para falar em golpe.

“É muito triste ver alguém se despedir de forma tão deplorável e ultrajante”, comentou Cássio Cunha Lima.

“Será uma afronta ao Brasil. Ela vai desmoralizar e desgastar ainda mais a imagem do país insistindo na tentativa de plantar mentiras”, emendou Ronaldo Caiado.

Dilma não tem limites.

Comentários

  • Nilton -

    Li na mídia que o julgamento da Dilma , através do Senado, será presidido pelo Ministro Lewandolarswski. Se for verdade isso só pode ser uma lei de mau gosto. Esse ministro não pode presidir nada que tenha a ver com assuntos relativos ao PT

  • João -

    CONFORME NOTÍCIAS DA GLOBONEWS, NA SAÍDA DA REUNIÃO ENTRE OS DOIS ACIMA, A REPORTER INFORMOU QUE OS DOIS DISSERAM: "SEREMOS OS MAIS IMPARCIAIS POSSÍVEL" HOJE, UMA REPÓRTER DA GLOBO NEWS, INFORMOU QUE AOS SAÍREM DA REUNIÃO QUE TIVERAM PARA TRATAR DO IMPEACHEMENT , RENAN E LEWANDOWSKI DECLARAM QUE PROCURARÃO SER OS MAIS IMPARCIAIS POSSÍVEL. PERGUNTO: POR QUE A PALAVRA "POSSÍVEL". NA MINHA OPINIÃO SÓ SE PODE SER IMPARCIAL OU PARCIAL! JOÃO QUINT NA MINHA OPINIÃO, SÉ É IMPARCIAL OU NÃO. POR QUE A PALAVRA

  • Temos -

    Bom, deixa ver se eu entendi! Ou 1) ela sai até 31 de dez de 2016 e o vice assume; ou 2) ela sai a partir de 2017 e haverá eleição indireta pelos parlamentares (não sei de qual casa, se câmara ou senado ou as duas) para eleger quem dentre eles assume o mandato tampão até final de 2018. Podem confirmar? ESSA DEFINIÇÃO É MUITO IMPORTANTE PARA COMEÇARMOS A ENTENDER O QUE VAI ACONTECER! Principalmente com todas aquelas excelências dizendo q querem eleições! Eles não falaram qual tipo!

Ler 51 comentários