Uma chance à transparência

Uma chance à transparência
Foto: Ana Volpe/Agência Senado

Para eleger Arthur Lira e Rodrigo Pacheco, o governo de Jair Bolsonaro jorrou emendas extras, na casa dos bilhões, para parlamentares.

A liberação dessas verbas, fora do orçamento, não obedece critérios claros e não tem transparência alguma. Seguir o rastro do dinheiro é, propositalmente, tarefa difícil.

O Antagonista enviou para quase 60 senadores e para mais de uma centena de deputados a seguinte mensagem:

“Quanto o (a) senhor (a) recebeu de verba extra do governo federal em 2020 e neste início de 2021?

O (a) senhor (a) poderia detalhar os valores, a fonte, como foi feita a negociação e como o dinheiro será aplicado?

Obrigado.”

Aguardemos as respostas. Vamos dar uma chance.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO