Uma dúzia de nhonhos

“O voo da FAB que partiu de Brasília na quarta-feira, 28, às 7h10 da manhã, com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a bordo, tinha previsão de levar 12 passageiros ao badalado arquipélago de Fernando de Noronha”, informa a Crusoé.

“Em agenda oficial, Salles esteve acompanhado de outros integrantes do primeiro escalão de Jair Bolsonaro, como Jorge Seif Junior, secretário da Pesca, Marcelo Álvaro, ministro do Turismo, e Gilson Machado Neto, presidente da Embratur”.

Como mostrou a Crusoé, foi durante essa viagem que Ricardo Salles chamou Rodrigo Maia de “Nhonho”, depois de uma tarde animada num bar.

Ah: pague a conta, por favor.

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 77 comentários
TOPO