Uma espécie de Amigo

A conta corrente de Lula no departamento de propinas da Odebrecht – a conta Amigo – recebeu entre 35 e 40 milhões de reais, segundo o depoimento de Marcelo Odebrecht.

Desse total, 9 milhões de reais foram retirados em espécie e entregues a Lula pelo assessor de Antonio Palocci, Branislav Kontic.

Nos cálculos de O Antagonista, baseados nas planilhas da empreiteira, o programa B, ou Branislav Kontic, entregou 13 milhões de reais a Lula.

 

 

13 comentários

  1. Eu acho que até o final da minha vida não conseguirei ter uma quantia dessa em minha conta corrente, mas já estou começando a achar que é pouco dinheiro diante desses bilhões que já ouvimos falar ultimamente…. Cadeia nesses canalhas e devolução do dinheiro roubado. Perder poder e dinheiro é o pior dos castigos para eles….

  2. O artigo de hoje do Reinaldo Azevedo a respeito do mea culpa feito ontem pela holding J&J e a crítica à forma como a imprensa embarcou sem análise crítica na canoa furada da PGR está imperdível.
    É atualmente, sem a menor dúvida, um dos 3 melhores analistas políticos do País. Ele e os editorialistas do Estadão acertaram em absolutamente TUDO.
    O Antagonista faz bem em mudar de assunto.

  3. Esses mesmos 9 milhões virou a polpuda aposentadoria do comandante máximo da Orcrim. É ser muito cínico utilizar na cara dura o sistema financeiro brasileiro para lavar propina e alegar que é dinheiro lícito!!

  4. Esses 9 milhões o Lula depositou em um PGBL do Banco do Brasil, o COAF já identificou esta movimentação. Cara previdente é o Lula, cuida bem do futuro.

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.