Uma força para Cunha

Paulinho da Força será o nome do Solidariedade no Conselho de Ética da Câmara. Ele assume a vaga deixada por Wladimir Costa, que renunciou por questões de saúde. Nos bastidores, dizem que foi pressionado a sair pelo partido, após se manifestar publicamente a favor da cassação de Eduardo Cunha.

Paulinho estava em busca de um nome que defendesse o presidente da Câmara e resolveu aplicar o velho ditado “se quiser algo bem feito, faça você mesmo”.

Nos últimos dias, Cunha submergiu em articulações que lhe garantam a maioria no colegiado. É possível que consiga.