ACESSE

União trata "de forma improvisada" vazamento de óleo no Nordeste, diz governador

Telegram

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), disse hoje que o governo federal trata no improviso o vazamento de óleo que atinge praias no Nordeste, informa a Folha.

“É o maior acidente ambiental da história do Brasil e não pode ser tratado, depois de 50 dias, da forma improvisada como a gente está vendo nos dias de hoje.”

Câmara afirmou ainda que espera que o governo acate a decisão da Justiça e ponha em funcionamento o Plano Nacional de Contingenciamento para Incidentes de Poluição por Óleo.

“O plano de contingência não foi colocado em funcionamento. A gente, diante da decisão da Justiça, espera que isso ocorra. É fundamental que o plano funcione. É fundamental que tenha uma força-tarefa para que todos os equipamentos disponíveis do Exército, Marinha e Aeronáutica sejam colocados à disposição para tratar desta questão.”

Gilmar Mendes, o dono do Supremo. LEIA AQUI

Comentários

  • Valdemar -

    Realmente falta uma atitude do palácio do Planalto. Falta reconhecimento que o país sofre ataque de uma nação estrangeira e convocar o conselho de segurança nacional para discutir como retaliar

  • Valdemar -

    O que a Venezuela fez no litoral brasileiro é um ato ambiental criminoso contra o nosso país e isto merece uma respostamilitar drástica. Vamos Bozo seja macho.

  • LEONARDO -

    Engraçado que é sempre culpa DOS OUTROS que não se mobilizam, que não fazem nada, etc... 50 dias, e esse governador não tomou nenhuma atitude? Tá ``esperando`` o governo federal? Senta lá CRAUDIA...

Ler 39 comentários