Unindo o que foi fatiado

O Antagonista, ontem, publicou:

“Teori Zavascki pode fatiar quanto quiser, mas o caixa do PT vai acabar unindo a Lava Jato à Zelotes e à Acrônimo”.

A Folha de S. Paulo, hoje, confirma:

“Investigadores que transitam pelas três principais apurações sobre corrupção em curso hoje no país –Lava Jato, Zelotes e Acrônimo– sustentam que, em algum momento, os casos se encontrarão. A participação de lobistas, doleiros e empresas não se restringe a um só esquema”.

Um agente disse à reportagem:

“Alberto Youssef não é doleiro da Lava Jato. É doleiro de dinheiro sujo”.