Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Urgência urgentíssima

A Lei de Abuso de Autoridade só pôde ser votada ontem porque foi apresentado e aprovado um requerimento que permitiu o regime de tramitação chamado no regimento da Câmara de “urgência urgentíssima”.

Era necessário o apoio de representantes de pelo menos 257 deputados. A turma conseguiu, com a essencial ajudinha do PSL, reunir lideranças de 268 deputados.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO