Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Urgente: Câmara aprova mais um golpe na Lei da Ficha Limpa

Projeto nasceu em fevereiro, passou rapidamente pela CCJ e agora vai para o Senado; ficarão elegíveis mesmo quem cometeu improbidade insanável e dolosa
Urgente: Câmara aprova mais um golpe na Lei da Ficha Limpa
Reprodução/Tv Câmara

Por 345 a 98, o plenário da Câmara aprovou, de forma relâmpago, uma proposta que torna elegíveis políticos e gestores públicos que tiveram as contas rejeitadas pelos órgãos de controle.

O projeto altera a Lei da Ficha Limpa para liberar a candidatura daqueles que cometeram irregularidades dolosas e insanáveis previstas na Lei de Improbidade Administrativa, mas que foram punidos “apenas” com multa.

“É preciso simplificar as regras eleitorais”, diz o parecer do relator Enrico Misasi (PV-SP).

Orientaram voto favorável à proposta os líderes do PT, PL, PP, PSD, MDB, PSDB, Republicanos, PSB, DEM, PDT, Solidariedade, PSC, PTB, PC do B, PV e Rede. O PSL liberou a bancada. Recomendaram voto contrário apenas Novo, PSOL e Podemos.

A proposta foi apresentada em fevereiro deste ano, passou rapidamente pela CCJ em maio e hoje entrou na pauta do plenário. Segue agora para votação no Senado.

O Novo tentou retirar o tema da pauta, mas teve o pedido rejeitado por 364 deputados — apenas 68 votaram pelo adiamento da votação.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO