ACESSE

Urgente: Lava Jato bloqueia 3,5 bi do grupo Petrópolis por caixa 3 da Odebrecht

Telegram

A pedido da força-tarefa da Lava Jato, o juiz Luiz Antonio Bonat acaba de bloquear R$ 3,5 bilhões de sete executivos e pessoas ligadas à Cervejaria Petrópolis, acusados de lavar dinheiro e operar propina para a Odebrecht.

Os alvos da medida são Altair Roberto de Souza Toledo, Márcio Roberto Alves do Nascimento, Naede de Almeida, Roberto Luís Ramos Fontes Lopes, Vanusa Regina Faria, Weder Faria e Wladimir Teles de Oliveira.

Eles teriam participado de esquema que movimentou R$ 1,1 bilhão entre 2006 e 2014 em favor da empreiteira. Parte do dinheiro serviu ao pagamento de propinas no contrato da sonda Petrobras 10.000.

Leia também: O temor da cassação no Planalto

Comentários

  • Nelson -

    O magistrado, pelo jeito, não aprecia a cerveja Itaipava...

  • Marcos -

    Parabéns aos procuradores e ao juiz Bonat!

  • Joe -

    Seria esse o motivo da pressa em arranjarem outra lavanderia, os cassinos ?

Ler 12 comentários