Urgente: Mourão decide exonerar assessor que procurou deputados para saber de impeachment

Urgente: Mourão decide exonerar assessor que procurou deputados para saber de impeachment
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão disse a O Antagonista que decidiu exonerar o chefe de sua Assessoria Parlamentar, Ricardo Roesch Morato Filho. A demissão será publicada amanhã no Diário Oficial.

Como revelamos hoje, Ricardo Morato trocou  com o chefe de gabinete de um deputado federal interessado nas articulações em curso no Congresso para um eventual impeachment de Jair Bolsonaro.

No diálogo por , o assessor de Mourão disse que vem conversando com “assessores de deputados mais próximos”, pois “é bom estarmos preparados”.

Mourão, que mais cedo atacou o site, agora agradeceu a divulgação dos prints da conversa. “Me permitiu identificar alguém agindo à margem das minhas orientações e atentando contra o meu único patrimônio, que é a minha honra.”

O vice-presidente não acreditou na versão do assessor, que alegou ter sido hackeado. “Ele está negando com o argumento de que o celular foi hackeado, o que para mim não é verdade. Agiu sem meu consentimento e contra minhas determinações. Será exonerado.”

Leia mais: Crusoé expõe o que está na mesa de negociações pela sucessão na Câmara e no Senado, entre elas a liberação bilionária de emendas, oferta de ministérios, promessas de implosão da Lava Jato, entre outras
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO