ACESSE

Urgente: sem privatizações e reforma administrativa, Salim Mattar e Paulo Uebel deixam governo

Telegram

O Antagonista confirmou informação da CNN de que Salim Mattar, secretário especial de Desestatização e Privatização, acaba de pedir demissão.

Mattar resolveu entregar o cargo por discordar da postura do governo Jair Bolsonaro em relação ao programa de privatizações – melhor dizendo, ao abandono do programa de privatizações.

Em entrevista recente ao Gabinete de Crise, o secretário disse que, por ele, “privatizava tudo”. Mas desconversou quando questionado se era possível privatizar empresas públicas que estão sendo aparelhadas pelo Centrão, em acordo com o governo.

Também pediu demissão Paulo Uebel, secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital. Segundo uma fonte da equipe econômica, ele “desanimou” com a decisão do governo de transferir as discussões sobre a reforma administrativa para 2021.

A saída de ambos confirma que Bolsonaro abandonou definitivamente mais duas importantes promessas de campanha.

Leia mais: Exclusivo: O 'blog' do Aras

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 101 comentários