ACESSE

Urgente: Senado aprova novo fundão e joga para a Câmara demais aberrações

Telegram

Acaba de ser aprovado simbolicamente no plenário do Senado o substitutivo do senador Weverton Rocha, do PDT do Maranhão, ao projeto que saiu da Câmara com aberrações envolvendo o fundo eleitoral, incluindo a facilitação para o crime de caixa dois.

O substitutivo é resultado de um acordo costurado durante o dia nos bastidores do Senado. Diante da pressão, Davi Alcolumbre desistiu de tentar tratorar, pela segunda vez, a votação do texto original.

Ficou acordado, então, que todos os pontos da proposta elaborada pelos deputados seriam derrubados, com exceção do que estabelece o fundo eleitoral — o entendimento foi de que, se não fosse assim, haveria o risco de as eleições municipais do ano que vem ocorrerem sem o fundo público para bancar as campanhas políticas.

O acordo foi aprovado no fim da tarde, em sessão extraordinária (e relâmpago) da CCJ, e agora no plenário.

Ocorre que como o projeto sofreu mudanças, voltará para apreciação da Câmara, que poderá ressuscitar as esdrúxulas ideias originais.

O substitutivo também deixou o montante do fundo eleitoral em aberto.

Presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) concede entrevista.

Fraude no Senado: como a investigação virou pizza. CONFIRA AGORA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 92 comentários