URGENTE: STF forma maioria para importação de vacinas sem aval da Anvisa

URGENTE: STF forma maioria para importação de vacinas sem aval da Anvisa
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Supremo, em votação no plenário virtual, formou maioria para manter a liminar de Ricardo Lewandowski que autorizou estados e municípios a comprarem vacinas internacionais mesmo sem registro na Anvisa.

Em sua liminar, concedida em dezembro, Lewandowski garantiu a importação direta, caso a Anvisa não aprove o imunizante em 72 horas, após solicitação dos fabricantes.

A medida, claro, só vale para vacinas que tenham registro (aprovação para uso em larga escala) nas agências sanitárias dos EUA, da Europa, do Japão e da China.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO