“Vá pagando”

Marcelo Odebrecht, interrogado pelo juiz Sergio Moro, confirmou o pagamento de propinas a Aldemir Bendine:

“Eu autorizei Fernando [Reis, ex-presidente da Obebrecht Ambiental] a ir pagando. Vá pagando, e nós vamos avaliando. Eu não me lembro de ter tido R$ 3 milhões, R$ 2 milhões, R$ 4 milhões. E aí Fernando deve ter acertado R$ 3 milhões”.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 6 comentários
  1. “Vá pagando aí… Agora mão me lembro se foram R$ 2 milhões, R$ 3 milhões ou R$ 4 milhões”. Por aí dá para imaginar como era (ou ainda é?) a farra desses criminosos. Governo democrático algum, pelo menos em um médio prazo (uns 12 anos, talvez) resolve de vez uma situação dessas, o remédio tem que ser amargo, muito amargo. Não vejo outra saída. Regime de exceção mesmo!

  2. E a Dilmalladra ??? E a Rosemary ??? E o Margarina ??? E a Bonnie e o Clyde ??? E a Graça(?) Foster ??? E o Sérgio Gabrielli ??? E o Gilmar Mendes ??? E o Levandouisque ??? E o Toffoli ??? E o Fraudoso ??? Quando é que essa gente vai para a cadeia, pô ???

  3. Fico imaginando quando abrirem a”Caixa de Pandora” de TODOS os demais bancos públicos ainda em operação de Norte a Sul do país, alem daqueles já com a tampa do Bueiro de Esgoto aberta -BB, CEF,BNDES- Manjadíssimos. Vai a lista: BASA-Amazonas, BNB-Nordeste, BRDE-Sul, BADESUL-Sul, BANDES-ES, BDMG-MG, BADEP-PR, BRB-Brasília, BANESE-Sergipe, BANESTES-ES, BANPARÁ-PA, BANRISUL-RS.
    Creio que nem um programa aos moldes do PROER-1995 FHC daria jeito nisso. Haja “Cofres da Viúva” para dar conta dos lançamentos a Fundo Perdido.