Vaccari guardava propina em caixas coloridas

O lobista Milton Pascowitch disse à PF que repassou R$ 10 milhões em dinheiro vivo a João Vaccari Neto, entre 2009 e 2011. Os valores, informa o Estadão, foram entregues na sala do ex-tesoureiro no diretório do PT na Praça da Sé e guardados em caixas coloridas.

“João Vaccari solicitava o auxílio do declarante (Pascowitch) para separar os recursos em pacotes de R$ 25 mil e depois os guardava em caixas de presentes coloridas que ficavam em um armário atrás da mesa de reuniões”.

Faça o primeiro comentário