Vacinação contra Covid-19 terá públicos-alvo, diz Pazuello

Vacinação contra Covid-19 terá públicos-alvo, diz Pazuello
Brasilia 09/06/2020 - Foto: Adriano Machado/CRUSOE Presidente Jair Bolsonaro participa da cerimonia de hasteamento da bandeira em frente ao Palacio da Alvora

Eduardo Pazuello afirmou há pouco que a vacinação contra a Covid-19 começa em janeiro e seguirá uma lista de públicos-alvo, que ainda não está fechada.

“O cronograma assinado é a partir de janeiro, com possibilidade de antecipar, caso os testes e a conclusão da vacina sejam antecipadas (…). Com certeza, durante a pandemia, podemos verificar quais são os públicos-alvo mais sensíveis e, a partir daí, a gente tem uma linha de trabalho em cima de públicos-alvo. Qual é a sequência? Isso faz parte de um plano que está sendo desenhado ainda”, disse o ministro após cerimônia de posse.

O Ministério da Saúde informou, em agosto, que o calendário de vacinação da Covid-19 poderia ter estratégia parecida com a vacina da gripe, com público-alvo definido.

Em reunião ministerial no último dia 8, o ministro disse que o plano era começar a imunizar “todo mundo” em janeiro, mas não entrou em detalhes.

“Não tem nada pronto ainda, mas adianto que o Plano Nacional de Imunização (PNI) é uma expertise do nosso país. Temos o maior plano de imunização do mundo, em termos de área abrangida e efetiva”, concluiu Pazuello.

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 24 comentários
TOPO