Vacinação de irmãs da elite de Manaus revolta médicos

Vacinação de irmãs da elite de Manaus revolta médicos
Reprodução/Instagram

A vacinação de Gabrielle e Isabelle Kirk Lins, da família do empresário de Manaus Nilton da Costa Lins Júnior, causou revolta entre médicos e enfermeiros da linha de frente do combate à pandemia.

Recém-formadas em medicina, as duas foram nomeadas pelo prefeito David Almeida (Avante) no cargo “gerente de projeto”, na Secretaria Municipal de Saúde, nos dias 18 e 19, quando começou a imunização na capital amazonense.

Ao tomarem a vacina, postaram fotos no Instagram. “Vacinada SIM!”, “que emoção”, escreveram.

Elas estão entre as primeiras vacinadas contra a Covid-19 e passaram na frente de médicos e enfermeiros que trabalham em hospitais com situação crítica.

Outro que postou nas redes o vídeo recebendo a Coronavac foi David Dallas, filho do ex-deputado estadual do Amazonas Wanderley Dallas, apoiador de Jair Bolsonaro.

Ele também é recém-formado em medicina e foi nomeado para o mesmo cargo em Manaus.

A prefeitura afirmou em nota que não houve irregularidade, mas proibiu que profissionais de saúde façam imagens da vacinação.

Em resposta às críticas nas redes, Isabelle Lins se defendeu: disse que tem registro no Conselho Regional de Medicina e trabalha em unidade básica de saúde.

“Eu não posso responder pela ordem que foi dada as vacinas… então falem qualquer coisa, menos que eu furei a fila por ser “herdeira” e não tirem o meu mérito”, disse.

Leia mais: A causa desse desgoverno é política, como mostra a Crusoé desta semana.
Mais notícias
TOPO