"Vai ser um teste para saber se o Pacheco vai estar de cabeça baixa para o governo"

“Vai ser um teste para saber se o Pacheco vai estar de cabeça baixa para o governo”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A CPI da Covid, como noticiamos, foi protocolada na semana passada com o número de assinaturas necessário e agora aguarda uma definição de Rodrigo Pacheco.

O senador Styvenson Valentim (Podemos), um dos 30 signatários do requerimento, disse a O Antagonista que a CPI será um “teste” para o novo presidente do Senado.

“Vai ser um teste para saber se ele vai estar de cabeça baixa para o governo Bolsonaro.”

Pacheco foi eleito como candidato oficial do Palácio do Planalto, mas prometeu atuar com independência.

Valentim acredita que o senador de Minas Gerais pode “surpreender” e instalar a CPI.

“Ele é de uma geração de senadores que, assim como eu, viu CPIs serem palco de intensas disputas partidárias entre forças governistas e oposicionistas, perdendo muitas vezes a objetividade e o foco das investigações.”

Pacheco prometeu, na semana passada, “avaliar os requisitos” do pedido de CPI.

“Imagino que essa atitude seja para analisar se a CPI tem alguma chance de produzir algo de concreto e efetivo para o país, e não servir apenas de picadeiro para discursos inflamados e polarizações desnecessárias”, acrescentou o senador do Podemos.

Leia também “A primeira prova de fogo de Rodrigo Pacheco”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO