Vale admite que pagou 1,8 bi por tecnologia que está em ‘fase de testes’ há 10 anos

Na semana passada, O Antagonista mostrou que a Vale pagou meio bilhão de dólares – ou R 1,8 bilhão – na compra da New Steel, uma empresa não-operacional.

Ao justificar para o mercado o valor astronômico da operação, a companhia alegou que a empresa detém patente, registrada em 57 países, de uma tecnologia revolucionária de beneficiamento de rejeitos minerários.

Mas ao ser consultada pelo CADE sobre uma possível monopolização do mercado, a Vale contou uma história diferente: disse que não se trata de uma tecnologia propriamente nova, muito menos “disruptiva”.

“Além do fato de tal tecnologia representar apenas uma da técnicas atualmente empregadas no beneficiamento de minérios, tais como peneiramento, jigagem, separação magnética, flotação etc, a separação magnética, principal tecnologia utilizada no processo da New Steel, é um processo conhecido pelo mercado de mineração há mais de 50 anos, sendo que a tecnologia detida pela New Steel (que utilizada a separação magnética como uma de suas técnicas, combinando-a com outras, tais como injeção de ar quente, agitação mecânica, eixos com pás), objeto desta operação, já está presente no mercado há cerca de 10 anos em fase de testes, ou seja já estava disponível para eventuais interessados em sua aquisição.”

Antes da Vale, a New Steel tentou, sem sucesso, emplacar sua tecnologia em outras empresas, como a MMX, na época de Eike Baptista. Até agora, Fábio Schwartzman tem mantido silêncio sobre o tema.

Este é um convite à indignação. Veja aqui!

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 67 comentários
  1. Tem que patentear o cérebro do brasileiro. 15 anos atrás um limpador de cocô de zoológicos de SP ficou milionário vendendo fração de sua empresa pra Oi. O sobrenome Lula da Silva era mera c

  2. Um pedido único de patente internacional pode chegar a ~150 países pela convenção. E nem toda patente é funcional. Qual num. da patente que elevou o preço da compra? Vamos estudar isso aí…

    1. Discordo Fábio. Se 51% do capital dela foi tirado de impostos, que deixaram de ir para as outras áreas, metade dos lucros dela nos interessam sim.

    2. No nosso bolso, não. No bolso dos funcionários dos fundos de pensão que detém o controle da Vale. A Vale não é estatal e o eventual lucro ou prejuízo dela não afeta o contribuinte

  3. João Dória que falava que era apoiador de Bolsonaro – não vai apoiar a Janaína Pascoal – PSL- para Presidente da Assembleia legislativa de SP. Ele só apoia quando quer votos. Falso apoiador.

  4. Detalhe: estas patentes em fase de testes há 10 anos, expiram em 20 (LPI: Lei 9270/96). Ou seja, qdo for utilizar a tecnologia ela já é domínio público. É isso mesmo Vale? 1.8Bi pra isso?

  5. A Vale já detém a tecnologia de separação. A empresa acrescentou outras tecnologias que a Vale já detém e empacotou como produto “novo”. Patentearam e venderam a empresa para a Vale. Golpe de

    1. Curioso terem procurado a MMX. Pq nenhum desses caras procura empresas mais sérias (Votorantin etc)? É tudo no esquema, no parecer, no laudo… muito laudo = pouca seriedade+Judicialização.

    1. Hoje o modus operandi é este. Segurança = custo. Sai muito mais barato judicializar. Vejam o caso da “CSN x Fabio Batista”. CSN há anos na justiça, mesmo multicondenada, nunca pagou nada.

    1. Really? PSDB é apenas um puxadinho do PT – é esquerda do mesmo jeito. Vcs realmente acham que nos enganam? A política do Café (PT) com Leite (PSDB) acabou.

  6. Esta estória (não é história) está estranha mesmo. Ao que tudo indica, trata-se de uma sequência ou conjunto de processos de tratamento já consagrados, então não é uma tecnologia “stricto s

  7. O que é mais escabroso é que a tecnologia vendida já é domínio publico há anos, corresponde a 1\6 da proposta no projeto Recicla da PBH que pode usar varias tecnologias p\ o beneficiamentos.

    1. A treta é + seria. A Vale comprou 1 tec. dom. pub. p\ ter monopólio, + pra isso terá q usar inovação ciclo completo PBH. É Sham Litigation a compra pode ser p\ encobrir apropriação indevida.

    2. MPMG teve investigar se ñ tavam tentando experiencias nas barragens p\ retirada rejeito solido. Só solido interessa Vale! Liquido toxico é mantido ou escoado sem trat. Só a PBH tem Ciclo TD.

    3. O que é realmente inovação única no mundo é o modelo e planta ciclo completo de propriedade PBH. A New Steel ñ tem como, sem riscos, fazer o beneficiamento de finos sem a propriedade da PBH.