Vale para os dois lados

Se a PGR perder algum julgamento nas turmas do STF, tendo dois votos divergentes, também poderá recorrer ao plenário. O que vale para um lado tem que valer para o outro.

De qualquer forma, a admissibilidade dos embargos infringentes na turma é mais um instrumento protelatório, que favorece a prescrição e a impunidade.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. ==================================================
    Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi.
    ==================================================
    Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi…
    ==================================================
    https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2018/04/18/eu-sou-um-petralha-veado-CHATO-PRA-CARALHO-que-fica-repetindo-essa-MERDA-ad-eternum.htm
    “Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi “mi mi mi”. Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi .”
    SUJEITINHO BURRO E CANSATIVO. SÓ SAEM ESSAS IMBECILIDADES DA CABECINHA INTESTINO DELE!
    QUE PORRA DE SUJEITO CHATO!!

Ler mais 19 comentários
  1. ==================================================
    Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi.
    ==================================================
    Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi…
    ==================================================
    https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2018/04/18/eu-sou-um-petralha-veado-CHATO-PRA-CARALHO-que-fica-repetindo-essa-MERDA-ad-eternum.htm
    “Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi “mi mi mi”. Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi .”
    SUJEITINHO BURRO E CANSATIVO. SÓ SAEM ESSAS IMBECILIDADES DA CABECINHA INTESTINO DELE!
    QUE PORRA DE SUJEITO CHATO!!

  2. O fraco lá não chega, certo? Perece no caminho.
    Analogias são válidas; alegorias, pertinentes. Em 1521, M. Lutero escreveu a um tenso Felipe Melâncton que, se era para pecar, melhor que o fizesse fortemente.
    A mensagem, sem aval histórico, poderia ser outra: quem roubar, que o faça competentemente, transportando o fruto do assalto em malas resistentes às intempéries da vigilância policial e da mídia. E que roube com entusiasmo, porque inexistirá Data Venia lustroso disposto a atuar pro bono. Roube, pois, para valer, porque não faltará quem se solidarize com um quadrilhão integrado por políticos, empresários e jabutis arborícolas de alto coturno.
    Ladrão de galinha está lascado, certo? É incapaz de pecar com força e de exibir aptidão tecnológica para roubar em escala industrial.

  3. Plantão 24 horas 5 dias na semana para o STF ficar votando embargo a torto e a direito. Eles (os senhores Ministros) é que estão clamando por mais trabalho e terão mais esse “privilégio”.

  4. Sinceramente, esse “juridiques” me cansa, não entendo nada. O que quero realmente, e acredito que a maioria do povo brasileiro é que a falta de vergonha na cara com essa legislação que mais prevaricação que funciona MUDE a favor do certo e não a favor de bandidos!

  5. Seria bom se estes ditos juizes vissem que JUSTIÇA QUE TARDA FALHA.O cara passa 86 anos da vida roubando,30 de processo daí quando é condenado fica em casa,o que não está errado.Equivocada está a morosidade do judiciário,mais uma justificativa para o fim do foro e a execução em segunda instancia.

  6. O instrumento não é apenas protelatório, é um mecanismo que poderá inundar o STF com as mesmas ações sem fim, com embargos dos embargos dos embargos… Ministros podem se fechar em um “cone do silêncio” e ficar lá eternamente em sua redoma imaginária, enquanto nós o povo cuidamos de nossas vidas e do país.

  7. A BURRICE É UMA MER>>>DA !
    MUITAS DECISÕES FALTAM DOIS E DECIDEM EM 2×1 será a estratégia dos corruptos !
    faltam dois a tese que perde fica só com um e não cabe o recurso !
    ABSOLVEM por 2×1 e não poderão levar ao Pleno
    CANALHAS !

  8. Ao invés de simplificar as coisas, os senhores semi deuses criam mais subterfúgios para favorecer a bandidagem e a impunidade!
    Só a intervenção militar salva esse país!

  9. Não cabe para a acusação, só defesa

    Regimetno Interno do STF
    Art. 333.
    Cabem embargos infringentes à decisão não unânime do Plenário ou
    da Turma.
    i –
    que julgar procedente a ação penal;
    ii –
    que julgar improcedente a revisão criminal;
    III

    que julgar a ação rescisória;
    iv –
    que julgar a representação de inconstitucionalidade;
    v –
    que, em recurso criminal ordinário, for desfavorável ao acusado.
    Parágrafo único.
    O cabimento dos embargos, em decisão do Plenário, depende da existên

    cia, no mínimo, de três votos divergentes, salvo nos casos de julgamento criminal em ses

    são secreta.
    Parágrafo único.
    O cabimento dos embargos, em decisão do Plenário, depende
    da existência, no mínimo, de quatro votos divergentes, salvo nos casos de
    julgamento criminal em sessão secreta.

    1. então na segunda turma vai ficar valendo por exemplo…votos vencidos:
      Um da PGR e outro de Fachin ??
      Porque só Fachin vota pelo lado do Bem na 2º turma.
      Celso de Mello que parece ter mudado um pouco seus votos depois do HC de Lula.
      mas vai saber.
      nas votações antigas sempre Fachin era sozinho voto vencido.

  10. Concordo plenamente que tem de valer para os dois lados. Do contrário, a sociedade ficaria prejudicada no seu interesse de punição de criminosos. Acho, porém, que, com a decisão de hoje, deveria ser revista aquela decisão sobre embargos infringentes contra decisão do Pleno, embora ela inusitadamente tenha servido de parâmetro para o “critério de proporcionalidade” do mínimo de votos divergentes.