Vallisney adia depoimento a pedido de Geddel

O juiz Vallisney de Oliveira remarcou para o dia 21 de novembro a audiência de Geddel Vieira Lima na ação penal da Operação Sépsis, que apura esquema de propina na Caixa.

A defesa de Geddel pediu o adiamento do interrogatório, marcado inicialmente para o dia 3 de novembro, alegando que não teve acesso a todos os documentos da delação de Lúcio Funaro.

Vallisney acatou o pedido, mas ressaltou que todo o material da delação já foi anexado aos autos. Ele pediu aos advogados que indiquem qual documento não teria sido incluído.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 4 comentários
  1. 21 de novembro, depois não sabem porque um processo demora 10/15/20/25 … anos. Já no começo da ação começam os adiantamentos, e assim segue através de anos. Justiça de 💩🚾

    1. Funaro entregou esse HD a PGR no dia 29 de setembro. Que fim levou, Dodge? Não vai divulgar as imagens? O BRASIL QUER SABER QUEM SE REFASTELOU COM NOSSO DINHEIRO!!!