​Varada nos corruptos

Não, Rodrigo Janot não defendeu o açoite dos gatunos, mas criou uma imagem forte para descrever a importância do trabalho da Lava Jato até aqui — e o prejuízo de não levá-la ainda mais longe:

“A vara está envergada. Temos que cruzar essa linha e dizer: agora vencemos a corrupção endêmica. A corrupção episódica existe no mundo inteiro e vai continuar existindo. A vara está envergada e eu espero que seja, sim, a Lava Jato que vá quebrar essa vara no sentido de quebrar a corrupção endêmica e sistemática”, disse o PGR, segundo o Estadão.

Mais: “Se isso não prossegue e essa vara solta, ela volta e volta chicoteando todo mundo. Nós dobramos a vara e essa vara tem que ser quebrada”.

Faça o primeiro comentário