Varejo usa escolta armada para entregas de Natal

Para driblar a crise de segurança pública do Rio de Janeiro no período natalino após dois anos de recessão, empresas do setor de varejo já deram início a uma operação especial, segundo a Folha.

De acordo com levantamento da empresa de logística Intelipost, 12,9% das entregas dos Correios no estado, nos últimos três meses, foram feitas com algum tipo de medida adicional de segurança, em geral escolta armada.

“Na média nacional, esse percentual é de apenas 1,6%. O uso de escolta se soma a outras estratégias para garantir a segurança da mercadoria, como ampliação de frota própria, geolocalização e serviços que permitem comprar on-line e retirar em lojas físicas.”

O principal motivo:

“Só entre janeiro e outubro, foram registrados 8.508 casos de roubo de cargas no estado, aumento de 14,3% em relação a 2016, conforme dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Os comerciantes pagam pela omissão e conivência com o crime há décadas. A propósito, as joalherias têm escolta para a entrega de jóias sem nota fiscal aos políticos? E o dinheiro vivo roubado do povo que recebem e lavam, quem faz a escolta até o cofre? E as malas de dinheiro das empresas de ônibus, quanto custa a escolta? Quantas vezes as associações comerciais se reuniram para exigir dos políticos e juízes mudanças de legislação penal, que bandidos ficassem presos, que cadeias fossem construídas e quantas vezes se reuniram para “conversar” renúncias fiscais, Copas do Mundo e Olimpíadas? A estratégia da ganância cobra os efeitos agora. O que se ganha com mentira, com prejuízo alheio, perde-se fácil.

  2. Ler mais 25 comentários
    1. Os comerciantes pagam pela omissão e conivência com o crime há décadas. A propósito, as joalherias têm escolta para a entrega de jóias sem nota fiscal aos políticos? E o dinheiro vivo roubado do povo que recebem e lavam, quem faz a escolta até o cofre? E as malas de dinheiro das empresas de ônibus, quanto custa a escolta? Quantas vezes as associações comerciais se reuniram para exigir dos políticos e juízes mudanças de legislação penal, que bandidos ficassem presos, que cadeias fossem construídas e quantas vezes se reuniram para “conversar” renúncias fiscais, Copas do Mundo e Olimpíadas? A estratégia da ganância cobra os efeitos agora. O que se ganha com mentira, com prejuízo alheio, perde-se fácil.

    2. Mas o Rio até pouco tempo não era um canteiro de obras,torrando dinheiro a rodo?Esse é o nível de administração que o Estadão e O Antagonista querem para SP,lá o Geraldo segura os gastos faz caixa para passar pela crise e é criticado,demagogos.

    3. TUDO PURO ENGODO. A ORDEM DOS SEGURANÇAS É NÃO REVIDAR NEM ATIRAR EM CRIMINOSOS, POIS A RESPONSABILIDADE É DE QUEM APERTA O GATILHO E NÃO DA EMPRESA, SE O SEGURANÇA ATIRAR E MATAR UM CRIMINOSO “VÍTIMA DA SOCIEDADE” PROTEGIDO E FINANCIADO PELO ESTADO, ELE É QUE IRÁ RESPONDER NA JUSTIÇA E MATAR UM MILITANTE DA ESQUERDA É MUITO GRAVE, MELHOR FAZER CORPO MOLE.

    4. A “água do copo” no Rio de Janeiro já transbordou faz tempo… a situação é de calamidade pública. Mesmo com a crise no mercado de trabalho, várias empresas transportadoras já não conseguem contratar motoristas de caminhão dispostos a enfrentar a insegurança e a violência dentro dos limites do estado, tanto para descarregar as mercadorias, como somente para atravessar as rodovias e alcançar outros destinos. Há poucos dias, um caminhão já assaltado e escoltado pela PM/RJ sofreu mais uma tentativa de assalto na av. Brasil. A bandidagem tem usado as “crias”, menores de idade protegidos pelo ECA.

    5. Os caminhões são assaltados nas rodovias, são levados às favelas e o povão, que já não paga nenhum centavo de impostos, desmata florestas, faz gato da Net, gato da Light…, compra tudo por 1/10 do preço e depois vai tirar onda no Facebook e no Instagram com a TV QLED de última geração comprada a R$ 500,00 nas Robautos das favelas cariocas.
      Se a maioria das pessoas das favelas são honestas e trabalhadoras, por quê então não denunciam isso, por quê não denunciam o paiol das drogas e das armas?

    6. CORREIOS ?
      No Rio de Janeiro a segurança deles É NÃO ENTREGAR, inventam situações como cliente ausente para lançar nos rastreamento e a gente que fique acompanhando porque sequer o AVISO É COLOCADO NA CAIXA DO CORREIO.
      CONTENÇÃO DE DESPESA DE LOCOMOÇÃO E DE FUNÇÃO, mesmo….. na cara dura, RECEBEM MAS NÃO EXECUTAM O TRABALHO.

    7. Estes assalto São apoiados por Políticos do CRIME organizado, Roubam para distribuir parte GRATUITAMENTE nas FAVELAS onde fazem a distribuição em troca de VOTO, outra parte é para o COMERCIO aliado ao Tráfico e Crime!!!!!

      1. “Luizs” e a grande maioria ^lê e não abstrai”. Quando se fala do “custo Brasil”, também é isto: a insegurança. A Escolta custa alguns “reais”. E este custo vai para o produto. Eu, você e todos nós, ao comprarmos este produto, pagamos a escolta. E os tolinhos não veem.

    8. FRASE CURTA E GROSSA
      A indústria da segurança da lucro.

      E ainda tem “gênio” com coragem. de dizer que a crise econômica não aumenta a criminalidade.
      CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS.

    9. Trabalho com objetos de decoração. Distribuo peças importadas para o Brasil todo. Grande parte das transportadoras deixaram de fazer a praça do RJ. As que ficaram, aumetaram absurdamente os preços. Uma lastima ! Os salários atrasados do funcionalismo está longe de ser o maior problema do estado. O empréstimo vai vir, o governo vai pagar os atrasados (e vai fazer propaganda disso). Mas e os próximos ? Como assegurar receita se as empresas estão fugindo daqui ?

    10. Cada vez mais eu concordo com os libertários. Que se privatize a segurança. Todo mundo tem que pagar seguro de tudo o mesmo, de carro, casa, bens. E não é barato, custa caro. E tem a empresa de vigilância pra pagar também. E mesmo assim não é seguro ainda. Você paga o imposto, alto, pra nada, e tem que fazer toda a sua segurança privada. Essa escolta armada aí eu garanto que vai cumprir com o que ofereceu.

      1. Se queremos Estado, tudo bem, mas eu mandaria o boleto pra pagar a conta dessa escolta armada pro governo pagar. Eu diria: “se virem, segurança pública não é problema meu.” (se essa moda pega… As empresas de transporte colocando na justiça para o Governo pagar a escolta armada. E não é?)

      1. E ???
        Bolsonaro está certo mais uma vez.
        Colocar o exército no morro ou na zona Sul é só enxugar gelo e tapar buraco = pura incompetência.
        Prá isso o exército serve ?
        Mas o que tem o Bolsonaro com o assunto em tela ?
        Desconfio do seu ex-esquerdismo, como escreveu em outro post.

      2. Sabia que o Bolsonaro disse que não teria colocado o exército no RJ? (eu vi no youtube). Ele disse que simplesmente não há proteção legal para um soldado agir se necessário. Ele não pode atirar, porque se matar alguém, esse soldado está f… dido. Acaba com a vida dele, vai preso, processado. O Bolsonaro disse que jamais colocaria a vida de um soldado em risco dessa maneira. Ele disse que não colocaria o exército no RJ.

      3. Chega de Estado, SIM !
        Mas já que o ministreco está lá e existe, ELE QUE TRABALHE.
        Ou o comunista tá lá prá bonito (melhor dizendo, ganhar um gordo salário, prá mandar notinhas pelo twitter) e prá enticar com generais ?

      4. Chega de estado, cara. O Bolsonaro não vai resolver os seu problemas. Cada vez mais eu acho que quem vai resolver é tipo um João Amoedo. Imposto baixado a quase zero. Fim da educação estatal, fim da segurança estatal. As cidades ou bairros contratam a sua empresa de segurança. Se não atenderem bem ou não funcionarem, em 30 segundos troca-se a empresa que faz a segurança por outra melhor. E se pessoas morrerem ou forem roubadas, essa empresa vai ter que pagar uma indenização. Quando alguém é assassinado hoje em dia o estado paga indenização? Esquece. O Estado simplesmente não funciona.

    11. Esse país é uma selva. Aliás, algo muito pior que uma selva. Estaríamos mais seguros no meio de leões, tigres e babuínos. Mais seguros ainda no meio de canibais e aborígenes. E o molenga do Alckmin diz que a questão da segurança é apenas relevante. Estamos fuudidodos. Quem puder que saia daqui e vá criar seus filhos em outro lugar. Se não puder, façam vasectomia, laqueadura e não tenham filhos. Nosso país saiu do controle, não há como reverter essa situação. É só olhar para a geração vindoura. Além de fraca de caráter é sem perspectivas. É só olhar o comportamento das pessoas em nossa volta. Quem não está com medo da vida, está com raiva ou apáticas para se protegerem da realidade. Quem disser que Bolsonaro resolveria, ledo engano. Resolveria há 10, 15 anos mas passamos ponto de retorno.