ACESSE

Venda de sucatas abastecia setor de propinas da OAS

Telegram

Em delação, José Ricardo Breghirolli, ex-diretor do departamento de propinas da OAS, teve de explicar o que significava a sigla “CHQ-JL” que aparecia numa planilha apreendida pela Lava Jato na sede da empreiteira.

Fabio Leite, na Crusoé, diz que o delator revelou, então, que a OAS abasteceu seu caixa 2 até com dinheiro de sucata das obras.

O método, segundo Breghirolli, foi usado pelo ex-executivo João Lazarri, que faleceu em 2015.

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários