Vendedor diz que Mônica sugeriu pagamento no exterior

A Lava Jato descobriu que o apartamento de R$ 6 milhões que João Santana comprou de Mauro Uemura em São Paulo pertenceu a Ruy Lemos Sampaio, diretor da holding que controla a Odebrecht.

Em reinquirição, Uemura disse que “desconhecia” a relação de Sampaio com a Odebrecht. Ele disse também que residia em Angola e saiu definitivamente do Brasil em 2009, curiosamente no mesmo ano em que comprou o imóvel que depois seria vendido para Santana.

Ele diz que declarou ao Fisco apenas metade do valor real do negócio e que foi sugestão de Mônica Moura o pagamento do restante no exterior.

Faça o primeiro comentário