​Venezuela quer assumir à força

Por meio de carta, a Venezuela comunicou aos demais membros do Mercosul que assumirá a presidência rotativa da organização, informa a agência EFE.

Tem um probleminha: há parceiros que não querem, por razões óbvias.

O ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga, foi o mais explícito até agora: disse ontem que a presidência está “vaga”.

Só o Uruguai segura a onda de Nicolás Maduro.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200