Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vereador que atacou Paulo Gustavo é expulso do Cidadania

Donaldo Seling, de Maripá (PR), fez comentários homofóbicos sobre o casamento do ator, um dia antes de sua morte
Vereador que atacou Paulo Gustavo é expulso do Cidadania
Foto: Reprodução/ Redes Socias

O vereador Donaldo Seling, de Maripá (PR), foi expulso do Cidadania nesta terça-feira (8) por ter atacado o ator Paulo Gustavo com declarações homofóbicas no dia 3 de maio.

Na ocasião, o vereador criticou o relacionamento de Paulo com o médico Thales Bretas. O artista, que estava internado, morreu de Covid no dia seguinte.

A decisão foi tomada pelo Diretório Estadual do partido no Paraná, que aprovou por unanimidade dos presentes o relatório da Comissão de Ética da legenda recomendando a expulsão do parlamentar.

O processo de expulsão começou no mesmo dia do fato, segundo Roberto Freire, presidente nacional do partido.

“Ao expulsar o vereador, o Cidadania agiu conforme seus princípios de respeito aos direitos humanos. Homofobia é crime e essa conquista foi possível por nossa iniciativa junto ao STF, disse ele a O Antagonista.

Segundo a postagem do vereador, o casamento de Paulo e Thales não é um exemplo.

“Aí você vê uma notícia, em primeira mão sempre nos celulares e na televisão, um ator Gustavo, é Gustavo, é homem, né?, internado com Covid e seu marido torcendo pela melhora dele. Então nós estamos tendo um desentendimento, na minha opinião. Essa coisa moderna não serve para mim. O marido e o outro é marido também. Nós não podemos pregar esse tipo de coisa.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO