Viagem de Dudu Bananinha por 'spray milagroso' descumpriu norma da Câmara

Viagem de Dudu Bananinha por spray milagroso descumpriu norma da Câmara
Foto: Alan Santos/PR

Ao fazer parte da comitiva brasileira que foi a Israel em busca do “spray milagroso”, o deputado Eduardo Bolsonaro descumpriu uma norma interna da Câmara que proibia a participação de parlamentares em missões ao exterior no período da pandemia, diz a Crusoé.

Segundo a Secretaria de Relações Internacionais da Câmara, o filho 03 do presidente da República não pediu autorização para participar da missão oficial em Israel.

Se tivesse feito o requerimento, o deputado teria sua solicitação negada. É que, segundo a diretoria da Câmara, um ato da mesa diretora de 2020 ‘suspendeu as autorizações de afastamento em missão oficial como medida preventiva à Covid-19.’”

Leia aqui a íntegra da nota.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO