Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vice da Câmara critica suspensão de emendas do orçamento paralelo

Decisão foi tomada por Rosa Weber nesta sexta-feira (5); para Marcelo Ramos, suspender pagamentos é 'avanço' do STF sobre autonomia dos Poderes
Vice da Câmara critica suspensão de emendas do orçamento paralelo
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (foto), criticou nas redes sociais nesta sexta (5) a decisão de Rosa Weber que suspendeu “integral e imediatamente” a execução das emendas de relator no Orçamento de 2021.

Para Ramos, a decisão da ministra do STF “é correta ao determinar a publicidade das emendas, mas avança na autonomia dos Poderes quando suspende novos pagamentos”.

“O STF não pode ser instância recursal para quem perde votação. Se está errado, é o Parlamento que deve corrigir”, acrescentou o vice de Arthur Lira na Câmara.

De acordo com a ONG Contas Abertas, o governo empenhou 3 bilhões de reais nas chamadas “emendas secretas” em outubro, às vésperas das votações das PECs da Vingança e do Calote. A segunda, aprovada por pouco em primeiro turno, será votada em segundo na semana que vem.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....