Vice de Romário defende voto ‘Bolsonário’

O deputado federal Marcelo Delaroli, que deixou a chapa de Eduardo Paes para ser vice de Romário na disputa pelo governo do Rio, votará em Jair Bolsonaro, ignorando a orientação de seu partido.

Delaroli é do PR, um dos partidos do Centrão, que fechou aliança com o tucano Geraldo Alckmin.

“Apesar de o meu partido optar por uma linha diferente, com todo o respeito ao partido, eu mostrei que minha linha, desde sempre, vinha nesse caminho”, disse o deputado, que é ex-PM. Ele prometeu incentivar o voto “Bolsonário”.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 21 comentários
  1. Moro no Rio de Janeiro e tenho certeza que se tivessemos tido um governador como Alckmin a frente do nosso estado, o Rio não estaria nessa situação. É por isso que eu quero Alckmin para presidente.

  2. Apesar do “Centrão” canhoto ter “fechado” com o SANTO, só foi negociado tempo de TV, mas a capilaridade de todos estes partidos foi pro RALO devido os eleitores baterem o pé para votar no Capitão,!

  3. Espertos. Eles sabem que o Jair Bolsonaro foi o deputado federal mais votado do RJ em 2014, é o 1º colocado nacionalmente e no RJ, pra presidente… e o Flávio Bolsonaro é o 1º colocado pra senador.

    1. espertos não, oportunistas, só para lembrar ao MAV Brasil Direito, em 2016 Bolsonaro nem chegou ao segundo turno no RJ

    2. espertos não, oportunistas, só para lembrar ao MAV Brasil Direito, em 2016 Bolsonaro nem chegou ao segundo turno no RJ

    1. Errado MAV Brasil Direito, o povo quer reformas, quer voltar a ganhar dinheiro, algo que sem maioria congressual Bolsonaro discurso vazio nunca fara

    2. Errado MAV Brasil Direito, o povo quer reformas, quer voltar a ganhar dinheiro, algo que sem maioria congressual Bolsonaro discurso vazio nunca fara

    3. … vida de tucano é difícil… http://sensoincomum.org/2017/11/28/psdb-se-une-ao-pt/

    4. O povo não quer ficar ao lado do fisiologismo, da mega-coligação de muitas siglas e poucos votos. Muitos parlamentares dessas siglas não acompanham a indicação, como podemos ver…

    1. sou fã de um boçal que em 15 anos possuindo imovel proprio, juntou + 500 mil em auxilio moradia, como tenho duplo padrão moral, nem me importo.

    2. sou fã de um boçal que em 15 anos possuindo imovel proprio, juntou + 500 mil em auxilio moradia, como tenho duplo padrão moral, nem me importo.