Vice-líder do governo chama de "fariseus" os que defendem coronavoucher de R$ 600

Vice-líder do governo chama de “fariseus” os que defendem coronavoucher de R$ 600

A MP que prorroga o pagamento do auxílio emergencial até dezembro já recebeu mais de 260 emendas no Congresso.

Parte das sugestões propõe a manutenção do valor em R$ 600, o dobro do definido pela medida.

O senador Chico Rodrigues (DEM), um dos vice-líderes do governo no Senado, disse à Agência Senado que o governo não pode pagar mais do que R$ 300.

“Todos sabem que o governo fez um esforço muito grande neste momento de crise. O presidente está fazendo o possível.”

Para Rodrigues, os que defendem o valor de R$ 600 são “fariseus”, porque “sabem que a situação fiscal do Brasil é muito difícil”.

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 28 comentários
TOPO