Vice na chapa de Anastasia será número 2 da Agricultura

O deputado federal Marcos Montes será o secretário-executivo do Ministério da Agricultura. O anúncio foi feito pela futura ministra Tereza Cristina.

Montes, do PSD mineiro, foi vice na chapa do tucano Antonio Anastasia para o governo de Minas Gerais.

Conheça as questões definidoras do futuro governo — e do Brasil AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Petronilo disse:

    O Feudo do Latifúndio lisonjeia o trem da farra do boi. Tá com dias contados

Ler comentários
  1. João disse:

    meu voto foi BOLSOZEMA aqui em minas , este marcos montes é ladrao e mal visto por aqui, ta comecando mal hein sr bolsonaro???

    1. " o anuncio foi feito pela futura ministra Tereza Cristina"

  2. Sueli disse:

    Não sei porque, mas quando entra algum político no governo já fico com a pulga atrás da orelha. Não dá pra confiar.

    1. "O anuncio foi feito pela futura minista tereza cristina"

  3. siqueira disse:

    Bolsonaro! nomeie Marcos para Ministro e deixa a Tereza em segundo lugar ou até mesmo fora.

  4. Marcelo disse:

    Viu só como não teremos NUNCA o fim os apadrinhados? Eu na condição de servidor e muitos colegas competentes nos sentimos desprestigiados.

    1. "o anuncio foi feito pela futura ministra tereza cristina"... Acabar com os apadrinhados é função do Moro.

    1. "O anuncio foi feito pela futura ministra Tereza Cristina"

    1. "o anuncio foi feito pela futura ministra Tereza Cristina"

  5. Marcus disse:

    Ótimo! Negociar com a banda boa dos partidos não é problema. Problema mesmo é negociar com a banda podre. Marcos Montes já foi Presidente da FPA.

    1. Correto, o problema é que essa ministra é a banda podre.

  6. Giovanina disse:

    Se não me engano ele foi Prefeito de Uberaba/MG. Pessoal de Uberaba, manifeste-se aqui a respeito do Marcos Montes.

  7. Frank disse:

    Foi o cara que pediu ainda no 1º turno voto em Bolsonaro, e que irritou os bunda-moles tucanos na ocasião.