Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vice-presidente da Câmara defende urna eletrônica: "Parece medo de perder"

Deputado Marcelo Ramos diz que "nunca houve nenhum indício minimamente consistente de fraude em urna eletrônica". Comissão especial sobre o tema foi instalada
Vice-presidente da Câmara defende urna eletrônica: “Parece medo de perder”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O deputado Marcelo Ramos (PL), primeiro-vice-presidente da Câmara, disse a O Antagonista ser contra a discussão do voto impresso, que vai começar nesta tarde em comissão especial.

“Nunca houve nenhum indício minimamente consistente de fraude em urna eletrônica. O povo brasileiro confia no seu sistema eleitoral. Além do mais, as urnas já têm seus sistemas auditados pelos partidos.”

Sem se referir nominalmente aos apoiadores de Jair Bolsonaro — que são os principais defensores dessa bandeira –, o deputado provocou:

“É até estranho que quem tem tanta certeza de que tem voto para ganhar a eleição fique com ‘mimimi’ de quem parece que está com medo de perder.”

Fausto Pinato, vice-líder do mesmo PP de Arthur Lira, que autorizou a instalação da comissão especial da PEC do Voto Impresso, também não concorda com o debate.

“O voto impresso faz parte de uma estratégia do presidente Bolsonaro, objetivando criar a narrativa da dúvida e da revolta popular, no caso de perda da eleição. Também para usar a informação para chantagear os opositores, no caso de ganhar as eleições. Em ambos os casos, quem perde é a democracia brasileira.”

Leia aqui a opinião de outros deputados sobre o tema. 

Leia aqui o que pensam líderes do Senado sobre o voto impresso.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO