Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vice-procurador-geral eleitoral pede demissão uma semana após sugerir multar Bolsonaro

Renato Brill de Góes disse, na semana passada, que o presidente deveria ser punido por propaganda política antecipada
Vice-procurador-geral eleitoral pede demissão uma semana após sugerir multar Bolsonaro
Foto: Roberto Jayme/ Ascom /TSE

O vice-procurador-geral Eleitoral, Renato Brill, pediu demissão hoje, uma semana após sugerir multar Jair Bolsonaro por propaganda política antecipada durante os eventos oficiais que ele tem participado pelo Brasil. Sua saída está marcada para julho deste ano.

O procurador, que atuava exclusivamente no Tribunal Superior Eleitoral, disse apenas que sua demissão é motivada por “motivos pessoais”. Ele foi indicado pelo procurador-geral, Augusto Aras, para o cargo em março de 2020.

A aplicação de multa contra Bolsonaro foi sugerida por Brill depois que o presidente usou uma camiseta, durante evento do governo federal no Amapá, com a frase: “É melhor Jair se acostumando. Bolsonaro 2022”.

Segundo o vice-procurador-geral, Bolsonaro cometeu “ato consciente” ao divulgar o slogan da campanha do ano que vem.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO