Vicente: “A democracia custa caro”

Nesta semana de votação de parte da reforma política no plenário da Câmara, O Antagonista recupera o que Vicente Cândido escreveu em um de seus pareceres na comissão especial que analisou a PEC que, entre outras coisas, institui o Fundo Especial de Financiamento da Democracia:

“A democracia custa caro. Não há como realizar eleições num país de dimensões continentais como o Brasil sem despender elevadas somas com logística, maquinário e pessoal.”

O relator da proposta acrescentou:

“Candidatos e partidos políticos, por sua vez, gastam com organização de campanhas, pessoal contratado e propaganda eleitoral montantes considerados assustadores, por vários analistas. Trabalho realizado pelo brasilianista David Samuels, professor de ciência política da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, constatou que as eleições brasileiras são as mais caras do mundo.”

As eleições de 2014 custaram 5,1 bilhões de reais. Por dentro.

 

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. O que custa caro é sustentar político corrupto, presidentes irresponsaveis,um estado gigante de funças públicoa, estatais delapidandes, uma Petrobrás falida, e vem com este papinho que parece que não sabe ou finge que não o que realmente é prioridades.

Ler mais 10 comentários
  1. O que custa caro é sustentar político corrupto, presidentes irresponsaveis,um estado gigante de funças públicoa, estatais delapidandes, uma Petrobrás falida, e vem com este papinho que parece que não sabe ou finge que não o que realmente é prioridades.

  2. A democracia até poderá custar caro. O arremedo de democracia que temos, corrupção travestida de democracia, custa muito mais caro. Custa caríssimo manter na cena política e nos poderes do Estado, corruptos investigados, denunciados, indiciados, réus e até condenados e seus aliados.

  3. Não, deputado , o que custa caro é a corrupção, a arrogância e o desprezo pelo dinheiro do contribuinte.
    Enquanto muitos não tem o mínimo necessário para sobreviver , porque teremos que bancar nababescas campanhas?
    Ninguém é obrigado a se candidatar, quem o fizer busque a ajuda dentro de seu círculo familiar, de amigos e simpatizantes. É o correto.

  4. Eleição é apenas negócio pra levar uma grana: com 3,6 milhões quem elege não é o povo, não é democracia, é a grana que elege, alimentação deste sistema corrupto, gente vendendo voto comprando voto; marketeiros pasteurizando todos os discursos e pagando difamadores e encrenqueiros; um chiqueiro de 3,6 milhões/ “custa caro a democracia” – porque não é espontânea, ELEIÇÕES SÃO VENDIDAS, SÃO COMPRADAS. Pesquisas fraudadas custam caro também, não é?

  5. O Brasil já oferece horário eleitoral gratuito para os políticos (pago pelo contribuinte) e fundo partidário.
    .
    É mais do que muitas democracias oferecem. E essa gente não está satisfeita e quer ainda mais?