Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vieira diz que Wagner Rosário foi "presente" de Temer a Bolsonaro

Segundo o senador, o ministro da CGU tentou criar uma cortina de fumaça na sessão desta terça-feira da CPI da Covid
Vieira diz que Wagner Rosário foi “presente” de Temer a Bolsonaro
Foto: Pedro França/Agência Senado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) afirmou há pouco que o ministro da CGU, Wagner Rosário, tentou criar uma cortina de fumaça na sessão desta terça-feira (21) da CPI da Covid.

Como mostramos, o depoimento foi suspenso depois que ele discutiu com os senadores e chamou Simone Tebet (MDB-MS) de "descontrolada".

Segundo Vieira, Rosário, que atuou como ministro de Michel Temer, foi um presente do emedebista para Jair Bolsonaro.

"Para lembrar: a cartinha não foi a única contribuição de Temer para Bolsonaro. O CGU Wagner Rosário é herança do governo Temer, como também parecem ser algumas das figuras e esquemas identificados pela CPI. A confusão de hoje na comissão é mais uma cortina de fumaça. Não vai adiantar."

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO