Vieira lembra que Flávio atuou para barrar CPI da Lava Toga: "Falta coragem e sobra rabo preso"

Vieira lembra que Flávio atuou para barrar CPI da Lava Toga: “Falta coragem e sobra rabo preso”
Foto: Beto Barata/Agência Senado

Mais cedo, noticiamos que senadores estão provocando Alessandro Vieira (Cidadania), dizendo que ele deveria pedir a Luís Roberto Barroso que determine também a instalação da CPI da Lava Toga.

Vieira, autor da CPI da Lava Toga — engavetada três vezes na gestão de Davi Alcolumbre –, foi o responsável, junto com Jorge Kajuru (Cidadania), pelo questionamento feito ao Supremo sobre a CPI da Covid, que resultou na decisão de Luís Roberto Barroso determinando a abertura da comissão.

Vieira entrou em contato com este site para rebater as provocações e dizer que Jair Bolsonaro, agora cobrando publicamente a instalação de processos de impeachment de ministros do STF“é o mesmo presidente que tentou retirar assinaturas” da CPI da Lava Toga.

“O que não cabe é gente que não tem coragem e tem rabo preso se manifestar assim, a começar pelo 01, o filhote do presidente. O filho dele [Flávio Bolsonaro] é o cara que trabalhou contra a CPI da Lava Toga e contra os pedidos de impeachment de ministros do STF.”

O Antagonista noticiou, ao longo de 2019, como Flávio atuou, nos bastidores, para barrar a CPI da Lava Toga no Senado. Um dos que denunciaram essa movimentação foi o senador Major Olimpio (PSL), que morreu vítima de Covid.

“Para mim, não falta coragem. Para essa turma, falta coragem e sobra rabo preso”, disse Vieira.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO