Vista grossa no pente-fino

Os médicos do INSS prometem boicotar o pente-fino que o instituto realiza nos benefícios por incapacidade, em busca de fraudes e irregularidades. O objetivo do governo é economizar R$ 6 bilhões com o cancelamento de pagamentos irregulares.

Para continuarem, os peritos querem que o governo cumpra o acordo fechado em fevereiro, que prevê o pagamento de R$ 60 por exame realizado, mais aumento salarial de 28%.

Para complicar, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, está dando uma de durão: disse que não votará nenhum reajuste que já não estivesse previsto no orçamento deste ano.