ACESSE

Volta às aulas em São Paulo deve ficar para 2021, diz jornal

Telegram

O Estadão noticia que a Prefeitura de São Paulo considera improvável o retorno das aulas presenciais ainda em 2020 nas escolas públicas e privadas da capital.

Segundo o jornal, a avaliação de auxiliares do prefeito Bruno Covas (PSDB) é a de que o estudo sorológico feito pelo município no início deste mês — mostrando alta taxa de crianças assintomáticas — sugere que a retomada antes da virada do ano seria arriscada.

Nesta semana, como noticiamos, Covas descartou a volta das aulas em setembro.

O vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM), já afirmou que as prefeituras terão autonomia para decidir se vão ou não acompanhar o cronograma previsto pelo governo local.

De acordo com o Estadão, a pesquisa de Harvard divulgada ontem — que sugere carga viral maior entre as crianças e risco maior de transmissão — “reforçou na Prefeitura o ceticismo em relação a volta às aulas em 2020”.

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 6 comentários