Voto aberto no Senado já tem o mesmo apoio do dia da eleição para presidente

O requerimento de urgência do projeto que acaba de vez com o voto secreto no Senado tem a assinatura de 43 senadores — o suficiente para que seja apreciado e, se aprovado, fazer com que a votação ocorra diretamente no plenário.

Quando consideradas as assinaturas de líderes de partidos, o tamanho do apoio à proposta sobe para 50, o mesmo número alcançado no painel eletrônico no último dia 1º, quando a maioria decidiu pelo voto aberto na eleição para presidente, antes da liminar da madrugada de Dias Toffoli.

Há uma expectativa de que esse projeto, de autoria de Lasier Martins, seja uma da primeiras decisões legislativas da Casa, até porque foi bandeira de campanha de Davi Alcolumbre.

Você já descobriu em quem não votar? Veja aqui!

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 32 comentários
    1. Errado é voto aberto para tudo que a CF não determina como secreto, existe algumas coisa que a CF determina voto secreto.

    1. Conversa fiada. Tentaram proibir os senadores de dizer em quem votariam. “Acusaram-nos” de violar a lei e “o segredo do voto”. Não deu certo porque a maioria se rebelou. Se fossem poucos…

    1. Em democracias livres de verdade, os representantes do POVO têm obrigação de votar aberto p/ que possam ser fiscalizados por seus eleitores.

    2. A maioria tem sim noção dos argumentos a favor do voto secreto. Mas em democracias sólidas ele só é permitido em *sessões* secretas em questões de segurança nacional.

    1. Pois é! A opção pelo nome dele foi apenas estratégica, mas não pense ele que o Povo está satisfeito não. Ele está começando muito mal! As coisas estão mudando nesse País!

  1. o voto aberto não deveria ser apenas para eleição de presidente do senado ou câmara, deveria ser para todas as propostas, pois se eles são nossos representantes, nada mais justo dq sabermos como