Voto impresso na pauta do STF

Está na pauta desta quarta-feira do STF o julgamento da ADI 5.889, que define a legalidade do voto impresso.

O relator é o ministro Gilmar Mendes.

Na ação, a Procuradoria-Geral da República sustenta que, “ao determinar a impressão do voto no processo de votação eletrônica, a norma legal enfrenta o direito fundamental do cidadão ao sigilo do voto, inscrito no art. 14 da Constituição”.

Alega também que “a adoção do modelo impresso provoca risco à confiabilidade do sistema eleitoral, fragilizando o nível de segurança e eficácia da expressão da soberania nacional por meio do sufrágio universal”.

Comentários

  • Marcelo -

    Urna eletrônica é sinônimo de fraude. Nenhum país sério usa esse tipo de porcaria.

  • Extrema -

    Entregaram a faca e o queijo para o rato! Quem tem que decidir se viola alguma coisa é o povo! Voltemos então ao voto de papel! Urnas eletrônicas são sinônimo de fraude!

  • BOLSOMITO -

    VOTO IMPRESSO É LEI, CUMPRA-SE!!!!!!!!!

Ler 80 comentários