Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Vou ficar insistindo", diz Queiroga, sobre orientações a Bolsonaro por distanciamento

"Eu já orientei um sujeito a parar de fumar de maneira reiterada e o camarada não deixa de fumar", disse o ministro na CPI da Covid
“Vou ficar insistindo”, diz Queiroga, sobre orientações a Bolsonaro por distanciamento
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Marcelo Queiroga disse na CPI da Covid que, como médico, sempre recomenda às pessoas manter as medidas de segurança sanitária, inclusive Jair Bolsonaro.

“Eu já orientei um sujeito a parar de fumar de maneira reiterada e o camarada não deixa de fumar. Ele morre fumando e eu não abandono ele. Eu vou ficar insistindo até o final do meu período de gestão”, disse.

Questionado sobre orientações a Bolsonaro, respondeu:

“Perfeitamente. O compromisso é individual, o benefício é de todos. O médico tem obrigação de meios, não tem obrigação de resultados. O meu meio é minha voz e usarei. Isso não quer dizer que vou conseguir, eu quero conseguir e trabalharei para isso fortemente.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO