Voz de prisão

O novo porta-voz de Michel Temer, Eduardo Oinegue, trabalhou para a dona do Banco Rural (que foi presa) e para o presidente da Andrade Gutierrez (que foi preso).

Ele trabalhou também para o marqueteiro João Santana (que foi preso), acusado de ser o receptador da propina usada para eleger Lula e Dilma Rousseff (que serão presos).

Boa sorte, Temer.

Faça o primeiro comentário