“VULTOSOS VALORES ILÍCITOS”

A nota da PF sobre a Omertà diz:

“Há indícios de que o ex-ministro (Antonio Palocci) atuou de forma direta a propiciar vantagens econômicas ao grupo empresarial (Odebrecht) nas mais diversas áreas de contratação com o Poder Público, tendo sido ele próprio e personagens de seu grupo político (PT) beneficiados com vultosos valores ilícitos.

As investigações apontam ainda que dentre as negociações estão tratativas entre o grupo Odebrecht e o ex-ministro para a tentativa de aprovação do projeto de lei de conversão da MP 460/2009, que resultaria em imensos benefícios fiscais, aumento da linha de crédito junto ao BNDES para país africano com a qual a empresa tinha relações comerciais (E Lula? E Franklin Martins?), além de interferência em licitações da Petrobras para aquisição de 21 navios sonda para exploração da camada pré-sal”.