Walter Faria e o ‘caixa 3’ de 120 milhões

A Folha lembra que a Cervejaria Petrópolis, a pedido da Odebrecht, verteu cerca de R$ 120 milhões em campanhas de diversos políticos entre 2008 e 2014.

Um relatório da PF com detalhes dos repasses, feitos por meio do Meinl Bank e empresas de fachada, integra um dos inquéritos contra Rodrigo Maia.

A Lava Jato ainda tenta identificar todos os beneficiários das doações não registradas, chamadas de “caixa 3”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Considero que a questão só está sendo avaliada e investigada por questionamento de lei eleitoral. E a Receita Federal? Por certo, empresas que ” doaram” tão generosamente em conchavos para políticos tiveram suas dívidas fiscais perdoadas, omitidas, quiçá esquecidas pela Receita Federal, que aliás TEM MUITO A SE JUSTIFICAR por que ali a prevaricação foi MUITO GRANDE.

Ler mais 6 comentários
  1. Considero que a questão só está sendo avaliada e investigada por questionamento de lei eleitoral. E a Receita Federal? Por certo, empresas que ” doaram” tão generosamente em conchavos para políticos tiveram suas dívidas fiscais perdoadas, omitidas, quiçá esquecidas pela Receita Federal, que aliás TEM MUITO A SE JUSTIFICAR por que ali a prevaricação foi MUITO GRANDE.

  2. Caramba, Antagonistas! Primeiro Janot, depois Marcelo Miller e, agora, Rodriguim Maia metido em mais uma trapalhada, hein? Aquele mesmo rapaz que vocês queriam porque queriam ver instalado como presidente – mesmo tendo-o denunciado aqui, em abril, por corrupção – durante aquela maracutaia derrotada, exposta e desmoralizada de vocês, certo? Isto é mais um vexame dos bons para vocês e nova prova irrefutável da”Praga do Antagonista”, a urucubaca mortal que os assola e derruba tudo e todos que vocês apóiam…

  3. Reporta a Folha de São Paulo o suposto uso de caixa 3 pelo Rodrigo ” Botafogo ” Maia. O que está fora da Lei deve ser punido mesmo, mas fico imaginando a fúria justiceira seletiva de O Antagonista, se a citação fosse contra o Temer, Lula, Tucanos, Jucá e outros alvos preferenciais de O Antagonista. Como Rodrigo ” Botafogo ” Maia priva da intimidade com a Globo, patrocinadora oficial da frustrada tentativa de apear o Temer, não adiantaram os almoços e jantares com a turma do Projac, onde O Antagonista tinha assento. Imprensa parcial é pior que imprensa nenhuma. Fica reduzida a ” notinhas “

  4. Filho paipai de ratazana poderia ser o quê? O problema da abjeta prole é que querem ser ser sempre melhores do que seus genitores. No caso, melhores ladroes, melhores mentirosos, melhores mau caráteres. Tudo, sempre, sob a benção e louvor do $TF, com seus sinistros, caquéticos e igualmente corruptos beiçolas no comando.