Wassef é ouvido na PF como vítima de 'aparato do Coaf'

Wassef é ouvido na PF como vítima de aparato do Coaf
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Frederick Wassef depôs nesta terça (30) à PF em Brasília no inquérito aberto por determinação da Justiça para investigar um suposto “aparato” montado dentro do Coaf, que teria promovido a “quebra indevida de sigilo bancário e fiscal” do advogado da família Bolsonaro.

Wassef, que falou à PF por mais de quatro horas, se disse vítima de “grave crime da quebra de sigilo bancário e fiscal” e “posterior vazamento criminoso à imprensa brasileira”.

LEIA AQUI a reportagem de Luiz Vassallo na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO