ACESSE

Weintraub: "Não esperem barulho. Trabalho em banco é em silêncio"

Telegram

Confirmado oficialmente como diretor-executivo do Banco Mundial, Abraham Weintraub garante que sua atuação no novo cargo será discreta.

“Não esperem barulho. Trabalho em banco é em silêncio”, afirmou à CNN o ex-ministro da Educação, que teve uma gestão marcada por polêmicas.

Weintraub contou que já participou de algumas reuniões no banco para conhecer a equipe.

Como noticiamos, o ex-ministro deve assumir o cargo na primeira semana de agosto e cumprirá o atual mandato, que termina em 31 de outubro de 2020, quando a posição será novamente aberta para eleição.

A cadeira 15, que será ocupada por Weintraub, representa Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago.

O Conselho Executivo do banco tem 25 cadeiras.

Leia mais: Exclusivo: o ‘exílio’ de Weintraub. Comece a ler por apenas R$ 1,90 (1º mês)

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 52 comentários