ACESSE

Weintraub recebe outra nota baixa do Banco Mundial

Telegram

O Banco Mundial voltou a classificar como “moderadamente insatisfatório” o desempenho do governo no projeto da reforma do Ensino Médio.

Essa nova classificação foi atribuída em 25 de junho, dias depois de Weintraub deixar o país. Ele ficou no cargo de ministro da Educação por mais de um ano, de abril de 2019 até o mês passado.

O Banco Mundial se comprometeu a emprestar ao Brasil até US$ 250 milhões até 2023 para o programa da reforma do Ensino Médio. O projeto foi aprovado em dezembro de 2017, ainda no governo Temer.

No fim de 2019, o Banco havia classificado como “moderadamente satisfatório” o progresso das metas substantivas do programa, e “moderadamente insatisfatórios” os resultados intermediários. Essas notas foram repetidas na nova avaliação.

O número de estados onde pelo menos 40% das escolas adotaram o novo currículo permanece o mesmo: zero. A meta é todas as 27 unidades da Federação.

Os materiais pedagógicos do Novo Ensino Médio (NEM), a serem desenvolvidos pelo MEC e distribuídos às secretarias estaduais de Educação, ainda não estão prontos.

Em entrevista a O Antagonista no mês passado, João Marcelo Borges, diretor de estratégia política do Todos pela Educação, havia antecipado que uma nova avaliação do Banco Mundial viria em breve e o desempenho deveria ser semelhante.

Assista:

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

  • Aldo -

    "Gerar polêmicas" ao invés de "gerir o ministério" não dá bons resultados.

  • Carmen -

    Resultado desse (des)governo ...

  • MARCO -

    Moderadamente insatisfatório = una bella 💩💩💩💩💩💩💩💩

Ler 17 comentários